Connect with us

Mundo

Diretor da OMS diz que Brasil precisa levar pandemia “a sério” e que aumento de casos pode afetar outros países

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, disse – em coletiva de imprensa ocorrida nesta sexta-feira (5/3) – que o Brasil precisa levar a pandemia “a sério”. O representante da entidade afirmou que o aumento de casos registrados no país pode estar colocando em risco a região latino-americana e outras partes do mundo.

“Se o Brasil não agir de forma séria, vai continuar a afetar toda a vizinhança e demais países”, disparou Tedros. Para a OMS, a variante do novo coronavírus que circula no Brasil pode estar reinfectando pessoas que já foram contaminadas, e que hoje, estão com a imunidade reduzida. Por isso, é necessário entender o que ocorre no país. 

“Entender a dinâmica é importante para o resto do mundo. Precisamos entender de forma completa a transmissão ocorrendo no Brasil para saber a implicação disso tudo, tanto para a vacina como para medidas de controle. Estamos preocupados com a variante P1”, explicou Mike Ryan, diretor de operações da entidade.

Em outro momento da coletiva, Tedros ainda afirmou que, enquanto o resto do mundo observa uma queda na taxa de mortes, no Brasil, os números estão subindo. Ele, no entanto, alegou que apenas o uso da vacina não irá interromper a crise brasileira. O diretor-geral insistiu que é necessário “adotar medidas sociais e medidas públicas agressivas”. “Sem fazer algo para impactar a transmissão ou suprimir o vírus, não acho que teremos uma queda no número no Brasil”, justificou.

Já Mike Ryan, insistiu que não é o momento do país relaxar. “Houve um aumento nacional no Brasil [em número de casos], e isso é de norte a sul. As medidas de saúde pública, sociais e comportamentais param todas essas cepas e variantes. Agora não é a hora de o Brasil ou qualquer outro país, aliás, relaxar”, destacou. 

De acordo com dados da OMS, divulgados nesta sexta, o Brasil representa, sozinho, 30% de todas as novas infecções registradas no mundo em 24 horas. (AratuOn)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Biden decreta que todos os americanos a partir de 16 anos já podem se vacinar a partir desta segunda

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, publicou uma mensagem em seu Twitter avisando que, a partir desta segunda-feira (19/4), todos os americanos já podem solicitar sua dose da vacina no posto de saúde mais próximo. Como os testes com crianças e adolescentes ainda não terminaram, a medida é valida para aqueles maiores de 16 anos.

“A partir de hoje, todo americano pode receber a vacina contra a Covid-19. Pra você, seus vizinhos e sua família – por favor, vá se vacinar”, escreveu ele, em inglês. Depois, ele ratificou: “Todos acima de 16 anos estão aptos para se vacinar hoje. Vão lá pegá-las, amigos!”

As of today, every American is eligible to receive the COVID-19 vaccine. For yourself, your neighbors, and your family — please, get your vaccine.

Leia a matéria original em AratuOn

Continue Reading

Mundo

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid-19

Desde o início da pandemia até hoje (17), o mundo registrou 3 milhões de mortes causadas pela Covid-19. Os dados são do “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford, e da Universidade Johns Hopkins.

A primeira morte causada pelo novo coronavírus foi registrada oficialmente no dia 9 de janeiro de 2020 em Wuhan, na China.

Com 5,5% da população mundial, a América do Sul concentra cerca de um terço das novas vítimas do novo coronavírus do planeta. O Brasil é responsável por cerca de um quarto de todas as novas mortes. Fonte: Metro1

Continue Reading

Mundo

Ataque a tiros deixa ao menos 8 mortos em empresa de entrega nos EUA

(Imagem: Reprodução/CNN Brasil)

Um ataque a tiros na madrugada desta sexta-feira (16) deixou ao menos oito pessoas mortas em um escritório da FedEx – empresa americana de entregas – em Indianápolis, nos Estados Unidos. Vários feridos foram levados para hospitais da região. O porta-voz da polícia disse que o atirador se matou. A motivação do ataque e a identidade do atirador ainda estão sob investigação. As informações são da CNN Brasil.

Dois funcionários do prédio disseram à afiliada da CNN WISH-TV que ouviram até dez tiros.

A princípio, Jeremiah Miller e Timothy Boillat pensaram que o som era de um carro. Em seguida, depois de ouvir mais, Miller se levantou e viu um homem com uma arma.

“Depois de ouvir o tiroteio, vi um corpo no chão atrás de um veículo”, disse Boillat. Eles deixaram o prédio e viram cerca de 30 carros da polícia, disse Boillat.

“Agradeço a Deus por estar aqui porque pensei que levaria um tiro”, declarou Miller.

Em um comunicado, a FedEx disse estar ciente do “trágico tiroteio” nas instalações de Indianápolis. “A segurança é nossa maior prioridade e nossos pensamentos estão com todos aqueles que foram afetados. Estamos trabalhando para reunir mais informações e cooperando com as autoridades investigadoras”, disse o porta-voz da empresa Jim Masilak, por e-mail, à CNN.

O atque ocorreu em uma área próxims ao Aeroporto Internacional de Indianápolis. A principal rodovia próxima da empresa, a I-70, chegou a ser fechada nas duas direções, mas o fluxo já foi liberado.

Leia a matéria original em Bahia.Ba

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas