Connect with us

Amargosa

Amargosa registra novo tremor de terra; moradores relatam terem sentido abalo

Um novo tremor de terra foi registrado na cidade de Amargosa, no recôncavo da Bahia, na noite de sábado (5). De acordo com o Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que monitora a região, o tremor teve magnitude preliminar calculada em aproximadamente em 1.3 mR.

Segundo o LabSis, moradores da região entraram em contato com o laboratório e relataram sentir o tremor de terra, que aconteceu por volta das 23h30.

O laboratório informou ainda que segue monitorando e divulgando toda atividade sísmica que ocorra na Bahia e também em outras localidades da região Nordeste do país.

O último abalo registrado no município ocorreu no dia 17 de maio, de magnitude preliminar 1.8 mR. Diversas pessoas também relataram ouvir um forte estrondo decorrente do evento.

No dia 3 de maio, o município também teve tremor de terra, de magnitude preliminar de 1,4 mR.

Área em que o tremor foi registrado, na cidade de Amargosa, na noite de sábado (5) — Foto: Divulgação/ Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Além de amargosa, outras cidades da Bahia registraram tremores de terra em 2021. Em abril, uma ocorrência foi registrada em Dias D’Ávila, na região metropolitana de Salvador.

Em Jacobina, no norte do estado, o LabSis revelou dois tremores, no dia 18. O primeiro abalo sísmico aconteceu por volta da 16h36 e teve magnitude de 2,2. Já o segundo, ocorreu às 18h07 com magnitude de 1,7.

Dois dias depois, foi a vez do município de Itagibá, sudoeste da Bahia, registrar um tremor com magnitude preliminar de 2,2. Já no dia 23, Jaguarari, centro-norte da Bahia, registrou um abalo sísmico com magnitude de 1,7. Além desses, outros tremores foram registrados na Bahia.

Em entrevista ao podcast “Eu Te Explico”, do G1 BA, o coordenador do LabSis, Aderson Nascimento, falou sobre a frequência dos abalos na Bahia.

“Em média, não existe razão nenhuma pra gente pensar que a sismicidade de uma hora pra outra ela aumenta. Ela aumenta e diminui. Quando você pega um certo intervalo de tempo, em média, é sempre a mesma. Não tem nenhuma razão para pensar que ela aumentou. O que aumentou, de fato, isso é notável, é a nossa capacidade de monitoramento e detecção”.

Fonte: G1.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amargosa

Covid-19: Amargosa registra 06 resultados positivos nas últimas 24h

Nas últimas 24 horas foram realizadas 16 coletas PCR.

06 resultados positivos hoje.

05 resultados negativos.

01 paciente encontra-se recuperado.

11.295 pessoas estão vacinadas.

Nesse momento, Amargosa possui um total de 65 casos ativos, 2254 recuperados e 45 óbitos provocados pela Covid-19.

Continue Reading

Amargosa

Amargosa registra 20 casos positivos nas últimas 24h

DICOM – PREFEITURA MUNICIPAL DE AMARGOSA

Boletim médico: 11 de Junho de 2021

Nas últimas 24 horas foram realizadas 20 coletas PCR.

20 resultados positivos hoje.

27 resultados negativos.

10 pacientes encontram-se recuperados.

11.169 pessoas estão vacinadas.

Nesse momento, Amargosa possui um total de 60 casos ativos, 2253 recuperados e 45 óbitos provocados pela Covid-19.

Continue Reading

Amargosa

Amargosa: moradores do bairro Katiara denunciam envenenamento de animais

Revoltados com tanta maldade, moradores do bairro Katiara procuraram a Redação do AmargosaNews para relatar o envenenamento de gatos do bairro.

Uma das moradoras, criadora de gatos, no qual perdeu 6 animais com sinais envenenamento, relatou que sempre sofre ameaças de outros vizinhos que criam pássaros de forma ilegal:

“Aqui na rua eles não só ameaçam como matam os gatos por conta de passarinhos e piriquitos que criam.”

Na tarde desta quinta-feira (10), uma moradora que não quis ser identificada, disse que encontrou dois gatos mortos com sinais de intoxicação, registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Amargosa denunciando o vizinho no qual faz ameaças frequentes.

Segundo um levantamento feito por moradores de uma rua específica do bairro Katiara, só no primeiro semestre deste ano foram encontrados 7 animais com sinais de envenenamento.

O responsável por envenenamento dos gatos pode ser enquadrado no crime de Crueldade contra Animais, que encontra respaldo legal na Lei de Contravenções Penais e Lei de Crimes Ambientais (Lei 3688/41, art. 64 e Lei 9605/98, art. 32).

Da Redação AmagosaNews

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas