Connect with us

Famosos

Acusado de estupro e canibalismo, galã de Hollywood vai para reabilitação

Foto: NBC

O ator Armie Hammer, de 34 anos, conhecido pelo filme ‘Me Chame Pelo Seu Nome’, de 2017, deu entrada em uma clínica de reabilitação para tratar de seus vícios em álcool, drogas e sexo.

De acordo com a revista Variety, o galã de Hollywood, que no começo do ano foi acusado de estupro e canibalismo decidiu lidar com seus problemas e já teria completado 1 semana de tratamento.

“Ele é viciado em drogas, porque tem tantos traumas que não consegue lidar com a quietude, enfrentar a si mesmo ou lidar sozinho com seus problemas”, disse à Variety uma ex-namorada, que preferiu não se identificar.

O ator desistiu de um papel no filem ‘Shotgun Wedding’ após toda polêmica envolvendo seu nome.

Leia a matéria original em Bahia.Ba

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Famosos

Ex-panicat relata assédio sexual de diretor no Pânico: ‘Botou o pa* pra fora’

O programa ‘Pânico’ voltou a ser alvo de acusações de assédio por parte de seus ex-funcionários. Desta vez, a ex-panicat Gabi Levinnt afirmou que sofreu episódios de assédio moral e sexual durante os seis anos que trabalhou para o humorístico.

Em entrevista ao jornal ‘O Dia’, Gabi, que prestou serviço entre 2012 e 2018, contou que precisou fazer terapia para tratar a depressão e que além dela outras assistentes também foram assediadas.

“Eu falo de fofocas e principalmente de assédios sexual e moral que eu sofri durante os quatros anos que trabalhei no ‘Pânico’. Entrei lá em 2012 e saí em 2018 e vi como era um ambiente machista e tóxico. Muita baixaria”, disse.

Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal
Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal

A assistente de palco, que era do Legendários, disse que foi convidada para um quadro no programa quando ainda atuava na atração da Record e depois foi chamada outras vezes pela emissora.

“Passei a ser chamada para outras gravações e uma vez no intervalo de uma delas, um dos diretores me chamou para um reservado. Eu juro que achei que ele iria passar alguma coisa, uma dica ou me cobrar algo. Não levei na maldade mesmo, mas aí ele me agarrou e colocou o p… para fora. Praticamente me obrigou a fazer um bo… e disse : ‘se você quer aparecer mais, tem que colaborar’. Saí correndo, me mantive quieta o resto do dia e deixei para pensar o que iria fazer no dia seguinte. Decidi ver qual era a situação”.

Gabi não revelou o nome do diretor que a assediou, mas livrou a barra de Carioca, Ceará e Emílio.

“Nós éramos chamadas de p… e vagabundas pelos diretores e pelos atores. Diariamente. Os únicos que nos respeitavam eram o Carioca, Ceará e o Emílio. O resto nos xingava direito”.

Leia a matéria original em Bahia.Ba

Continue Reading

Famosos

Mãe de Nego do Borel é indiciada pela polícia por agressão à enteada de 8 anos com “chineladas e shampoo nos olhos”

A mãe do funkeiro Nego do Borel, identificada como Roseli Viana Gomes, foi indiciada pela Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) do Rio de Janeiro pelos crimes de maus-tratos e lesões corporais contra a enteada de 8 anos.

O namorado de Roseli e pai da vítima, Alex Gomes, também foi indiciado pelos mesmos motivos. A abertura do processo foi divulgada nesta terça-feira (8/6). As agressões foram constatadas no último dia 24 de maio.

A polícia levou em conta o laudo do Instituto Médico Legal (IML), o depoimento da vítima e as declarações vistas como contraditórias do pai e da madrasta.  Eles afirmaram que as lesões poderiam ter ocorrido pela mãe biológica da criança, durante um fim de semana em que ela passou com a filha. Mas os exames indicam que os ferimentos não batem com o tempo citado pelo casal.

Segundo as investigações, a menina disse à mãe biológica que contou para o pai sobre as agressões sofridas. Em resposta à criança, o homem agrediu e castigou a própria filha. 

O inquérito aponta que Roseli bateu na criança pelo menos três vezes. A menina “seria vítima de diversas agressões com arranhões, chineladas, e tapas, praticadas por diversas vezes, e que a última agressão teria ocorrido no dia 17/05/2021”, diz trecho do inquérito ao qual o SBT teve acesso.

Na descrição, o perito apontou “duas escoriações lineares de dimensões castanhas médias localizadas nas regiões escapular esquerda e antebraço esquerdo”, praticadas por ação contundente. O relatório também indica que a mulher jogou shampoo nos olhos da criança. A mãe biológica afirmou à polícia que alertou o pai sobre o caso, mas que ele não acreditou e não tomou providências.

Leia a matéria original em AratuOn

Continue Reading

Famosos

Tiago Abravanel retruca comentário homofóbico da tia: ‘Pessoas sofrem com isso’

O ator Tiago Abravanel retrucou, na noite desta terça-feira, 1º, um comentário feito pela tia, Patrícia Abravanel, durante o programa “Vem Pra Cá” e explicou como ele se sentiu ao ouvir a fala dela. Na ocasião, a apresentadora, ao comentar sobre o vídeo compartilhado por Caio Castro e Rafa Kalimann, pediu maior compreensão com quem “ainda está aprendendo”, além de ter ironizado a sigla LGBTQIA+.

“Vamos falar sobre um assunto delicado. Hoje, Patrícia Abravanel, minha tia, fez um comentário no programa que me pegou de um jeito que não ficou legal. O comentário que ela fez foi em cima de um ocorrido com a Rafa Kalimann e o Caio Castro antes de ontem. Eles postaram um vídeo de um pastor falando que não concordava com o casamento gay, mas que respeitava. Isso gerou algumas retratações deles e aí, a Patrícia e o Gabriel Cartolano comentaram”, começou o cantor.

Tiago explicou o motivo de ter feito o vídeo e publicado em uma rede social. “Eu resolvi fazer esse vídeo, porque eu acho que assim como ela falou ao vivo o que ela pensa, eu acho que eu também preciso falar o que eu penso aqui nas minhas redes. Tentar falar para você, tia, o como eu me senti assistindo, tá? Eu acho que em primeiro lugar, orientação sexual não é uma questão de opinião. É uma questão de respeito. Você não precisa ser como eu, mas precisa respeitar quem eu sou e ponto final”.

Ele chegou a citar que orientação sexual não é algo que deve ser opinado e que isso trata-se de um ato homofóbico. “Opinar, você opina se uma roupa é bonita ou feia para você. Se você quer café ou chá ou se você gosta de doce ou salgado. A orientação sexual não é da opinião de ninguém. A não ser da pessoa que escolheu ser aquilo que ela é. Escolheu não. Ela nasceu assim, então, não é uma questão de opinião. Ponto. Quando se opina em relação a isso, esse é um ato homofóbico. “, ressaltou.

Caso

A tia de Tiago, Patrícia, havia durante o programa pedido maior compreensão para quem foi educado com pais conservadores. “Eu acredito que nós, mais velhos, quem foi educado por pais conservadores, a gente está aprendendo, a gente está se abrindo. Mas eu acho que é um direito das pessoas respeitarem. A gente pode ter opiniões diferentes, mas tudo bem. Tudo é muito polemizado. Eu não acho que o Caio Castro ou Rafa são homofóbicos, preconceituosos. Eu acho que eles foram educados de outra maneira”, disse.

Ela assumiu, inclusive, não saber falar a sigla do movimento LGBTQIA+. “Eu acho que assim como o ‘LGBTYH’, não sei, querem o respeito, eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que hoje ainda não entendem direito”.

“Tem que ter respeito, compreensão e não massacre, cancelamento. Não é for força, não é por poder, mas é por diálogo, conversa, respeito. Assim que a gente vai chegar num mundo sem homofobia”, concluiu a apresentadora. Fonte: A Tarde

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas