Connect with us

Brasil

Trabalhadores nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial

A partir desta quinta-feira (10), os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em julho podem sacar a segunda parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro havia sido depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 24 de maio. A terceira parcela poderá ser sacada a partir de 27 de julho e a quarta a partir de 27 de agosto.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

Calendário de saques da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 – Divulgação governo federal

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas, R$ 150.

Na terça-feira (8), o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que o auxílio emergencial será prorrogado por pelo menos mais dois meses. Previsto para terminar em julho, o benefício será estendido até setembro, mas esse período ainda poderá ser ampliado, caso a vacinação da população adulta não esteja avançada. 

“O presidente Jair Bolsonaro é quem vai decidir o prazo. Primeiro, esses dois ou três meses, e então devemos aterrissar em um novo programa social que vai substituir o Bolsa Família”,  disse.

Segundo Guedes, os recursos para a prorrogação do auxílio serão viabilizados por meio de abertura de crédito extraordinário. Atualmente, o custo mensal do programa, que paga um benefício médio de R$ 250 por família, é de R$ 9 bilhões.  Fonte: AgênciaBrasil.

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Prova de vida pode ser feita sem sair de casa; veja como

Os beneficiários do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) têm a possibilidade de realizar a prova de vida sem sair de casa. O procedimento é feito pelos aplicativos Meu gov.br e Meu INSS, pelo site, em caixas eletrônicos ou até por procuração.

O objetivo com isso é evitar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus, uma vez que a prova de vida, exigida anualmente para comprovar a existência do beneficiário, foi retomada neste mês.

Segundo a Agência Brasil, o novo sistema viabiliza o procedimento por meio de tecnologia de biometria facial, desenvolvida pelo Serpro e pela Dataprev. O governo espera facilitar a vida de cerca de 36 milhões de aposentados, pensionistas e beneficiários de programas assistenciais. Para usar o serviço, o usuário precisa ter registrado a biometria para o título de eleitor, além de possuir uma conta no gov.br, o portal de serviços do governo. 

Ambos os aplicativos estão disponíveis no Google Play, na App Store e nos ambientes web. Os aplicativos Meu Gov.br e Meu INSS estão disponíveis na Google Play e App Store, e nos ambientes web. Fonte: Bahia Notícias

Continue Reading

Brasil

Caso João Alberto: Carrefour fecha acordo de R$ 115 milhões para políticas de enfrentamento ao racismo

O Carrefour assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), no valor de R$ 115 milhões, na noite de ontem (11), em relação à morte de João Alberto Silveira Freitas, homem negro assassinado em uma unidade da rede, em Porto Alegre, em novembro do ano passado.O dinheiro vai ser destinado para políticas de enfrentamento ao racismo

O acordo foi firmado com o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul (MPRS), o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul (DPE-RS), Defensoria Pública da União (DPU) e as entidades Educafro – Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes e Centro Santo Dias de Direitos Humanos.

Na última quarta-feira (9), o Carrefour havia anunciado que estava avançando nas tratativas junto às autoridades públicas e associações civis. O valor do acordo era inicialmente de R$ 120 milhões, que seriam desembolsados ao longo dos próximos anos. No entanto, posteriormente, foi reduzido para R$ 115 milhões. 

João Alberto Silveira Freitas foi espancado até a morte por seguranças de uma unidade do Carrefour na capital gaúcha. O caso ocorreu em novembro do ano passado, um dia antes do dia da Consciência Negra. Seis pessoas ainda respondem pelo crime na Justiça. São elas: Giovane Gaspar da Silva e Magno Braz Borges, seguranças que estão presos; Adriana Alves Dutra, fiscal do Carrefour; Kleiton Silva Santos e Rafael Rezende, funcionários do mercado; e Paulo Francisco da Silva, funcionário da empresa terceirizada de segurança que prestava serviços ao estabelecimento.

Leia a matéria original em Metro1

Continue Reading

Brasil

Mais 2,7 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca chegam ao Brasil

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

O Brasil recebeu mais um lote com 2,7 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca. Segundo informou o Ministério da Saúde, a nova remessa chegou ao país na noite de sexta-feira (11).

Junto com as 800 mil doses da CoronaVac que foram entregues ao governo também na sexta, a Saúde começa a distribuir novas doses para os estados, por meio do PNI (Plano Nacional de Imunicação).

De acordo com o Vacinômetro informa que cerca de 109,4 milhões de doses de vacina já foram distribuídas. Destas, 76,7 milhões foram aplicadas. O Ministério pretende vacinar 160 milhões de pessoas até dezembro deste ano.

Leia a matéria original em Bahia.Ba

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas