Connect with us

Educação

Piso salarial dos professores brasileiros é o mais baixo da OCDE

Um estudo que avaliou 40 países da Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontou que o Brasil tem o menor piso salarial dos professores brasileiros nos anos finais do ensino fundamental.

De acordo com o relatório Education at a Glance 2021, os professores brasileiros têm salário inicial de 13,9 mil dólares anuais, menor que países como México, Colômbia e Chile pagam mais. Como exemplo, a Alemanha paga mais de 70 mil dólares anuais aos professores da mesma faixa escolar. A conversão para comparação dos salários é feita usando a escala de paridade do poder de compra, que reflete o custo de vida nos países.

A comparação também foi feita em relação ao salário real, que inclui pagamentos adicionais. Nessa avaliação, o Brasil também vai pior que a maioria dos países, com a situação melhor apenas que Húngria e Eslováquia.

De acordo com o OCDE, s salários reais médios dos professores são de 25.030 dólares anuais no nível pré-primário (que corresponde à educação infantil) e 25.366 dólares no nível primário (anos iniciais do ensino fundamental). Na média dos países da OCDE, os valores para as mesmas etapas são 40.707 dólares e 45.687 dólares, respectivamente. (ATarde)

Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Governo estuda possibilidade de tornar programa ‘Bolsa Presença’ definitivo

Foto: Fernando Vivas/GOVBA

Criado de forma emergencial durante a pandemia da Covid-19, o programa Bolsa Presença pode se tornar definitivo. A possibilidade está sendo analisada pelo governo do estado, revelou o governador Rui Costa (PT), nesta quarta-feira (13). De acordo com o gestor, caso a análise leve a efetivação do programa, um Projeto de Lei (PL) será encaminhado à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

O Bolsa Presença beneficia estudantes da rede estadual de ensino em condição de vulnerabilidade socioeconômica e cadastradas no CadÚnico. A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas (remotas, híbridas ou presenciais) ministradas pela unidade escolar onde o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos alunos nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico.

Atualmente o programa está previsto para ficar em vigor até dezembro. Neste domingo uma nova parcela do benefício foi liberada.

O governador Rui Costa destacou a importância de iniciativas de transferência de renda diante do contexto social vivido pela Bahia. “Nós carregamos, talvez de forma secular, indicadores sociais que não são bons. Não é a toa que somos o maior estado do Bolsa Família, é a expressão do quanto nosso povo tem renda baixa”, justificou.

Rui também citou que é comum em famílias de baixa renda que jovens ajudem na manutenção das contas da casa e esse é mais um motivo para manter o programa. Fonte: Bahia Notícias

Continue Reading

Educação

Uefs se manifesta em repúdio a corte de 92% de verbas à ciência: “Misto de ignorância e desdém”

Foto: Divulgação

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) se manifestou em repúdio ao “absurdo” corte de 92% das verbas destinadas à pesquisa científica no país, projeto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Segundo a nota divulgada nesta segunda-feira (11) pela instituição, a “tão execrável” decisão atrasa o Brasil, o afastando do protagonismo tecnológico mundial.

“A medida fere diretamente os interesses nacionais por obviamente comprometer o potencial de inserção do Brasil no cenário de protagonismo tecnológico mundial”, diz o texto, que aponta contradições em relação ao discurso do Governo Federal que prega a “defesa da pátria”.

A universidade reforça que a redução do investimento na ciência também deve intensificar o fenômeno da ‘fuga de cérebros’ no Brasil. “Em 2021 o triste fenômeno da fuga de cientistas do país, das mais variadas áreas do conhecimento, já é 40% maior que em 2020, o que nos faz retroceder décadas em relação a outras nações”, afirma.

O pronunciamento da instituição ainda repudia o “espírito geral de um Governo Federal que nega a importância da ciência” e “vê as universidades públicas como meras fontes de despesas, quando não as reduz à condição de indesejáveis antagonistas políticas”. Por fim, lamenta o “misto de ignorância e desdém” à pesquisa científica por parte dos mandatários do Congresso. Fonte: Blog do Valente

Continue Reading

Educação

Aulas 100% presenciais retornam no dia 18 de outubro, anuncia governador

O governador Rui Costa anunciou nesta sexta-feira, 8, no município de Floresta Azul, que as aulas 100% presenciais serão retomadas no dia 18 de outubro no estado.

O chefe do Executivo baiano havia prometido novidades sobre o assunto na quinta-feira, 7, após uma reunião com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), mas a agenda foi cancelada.

“”As escolas estão no modelo híbrido, mas na segunda-feira, dia 18, voltaremos com as aulas 100% presenciais. Até lá, temos mais uma semana para finalizar a preparação e organização para esse retorno”, declarou Rui.

Em transmissão nas redes sociais na última quarta-feira, 6, o governador já havia sinalizado a tendência de passar ao sistema de aulas inteiramente presenciais. Atualmente, as escolas funcionam no formato semipresencial (ou híbrido) – com revezamento dos alunos nos dias da semana. “Os números de internados estão caindo e de contaminados estão estáveis. O nosso desejo é que estivessem caindo”, avaliou o governador, na ocasião.

O governador afirmou ainda que divulgará “em breve” a decisão sobre a volta do público aos estádios. Na mesma transmissão, Rui deu a entender que o contexto de flexibilização abrangeria escolas e os estádios. “Se anunciarmos a volta aos estádios, volta também 100% das aulas presenciais. Porque não faz sentido voltar público para o estádio e as aulas parciais”, disse.  

Segundo os últimos dados da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), há 2.695 casos ativos de Covid-19 no estado. A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto para pacientes com a doença é de 26%. Na quinta, foram registrados 5 óbitos e 386 novos casos. (ATarde)

Continue Reading

Siga-nos no Instagram:

Facebook

Mais Lidas