Queima de “espadas” termina com atropelamento de dois homens em Cruz das Almas

Dois homens ficaram feridos, na noite da última sexta-feira (24), depois de serem atropelados por um veículo durante a prática conhecida queima de “espadas”, na Rua da Estação, em Cruz das Almas, no Recôncavo da Bahia. O caso aconteceu por volta das 19h30 e as vítimas tiveram escoriações e inchaço em diversas partes do corpo.

Em um vídeo gravado na hora do acidente (veja acima), é possível identificar que a espada (uma espécie de fogos de artificio) percorre a pista quando um veículo chega ao local. O artefato passa próximo do carro que, em seguida, atinge os dois homens que estavam no meio da rua.

O condutor do veículo não prestou socorro e fugiu do local.

Foram atingidos o zelador Gutembergue Freitas Nascimento, 40 anos, e o garçom Iran Santana, 43 anos. Eles são primos e optaram por não procurar um hospital depois do acidente.

“Estávamos tomando licor e cerveja, olhando as espadas, quando o carro veio em alta velocidade”, lamentou Gutembergue.

Gutembergue está com dor nas costelas e escoriações nas pernas e braços. Ele afirma que a situação do seu primo exige mais cuidados por conta de inchaço nas pernas e braço.

“Faltou pouco para acontecer algo pior. O carro quase passou por cima de mim e a pancada foi forte”.
A Polícia Militar informou que guarnições faziam rondas no local para impedir a queima das espadas. Porém, durante o deslocamento das viaturas, os espadeiros voltaram a soltar os fogos.

As guerras de espada são uma tradição no Recôncavo Baiano, mas foram proibidas em Cruz das Almas em 2011, com base no Estatuto do Desarmamento, instituído em 2003, por causa do risco à vida.

Além disso, legislação estadual prevê que fabricar, possuir e soltar espadas é crime, cuja pena pode chegar até seis anos de prisão. (G1)

Veja Também

spot_img

Mais Recentes