Secretaria de Saúde de Amargosa divulga nota após suspeita de varíola dos macacos

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Saúde de Amargosa, através da Vigilância Epidemiológica informa que o caso suspeito de Monkeypox do município, encontra-se em isolamento e evoluindo bem.

Trata-se de homem que tem histórico de viagem, mas desconhece o possível contato com caso suspeito ou confirmado de Monkeypox.

O caso segue sendo monitorado pela Unidade de Saúde de referência e também pela Vigilância.

A varíola do macaco pode ser transmitida pelo contato com fluidos corporais, secreções respiratórias, lesões na pele ou mucosas de pessoas infectadas. Há também o risco de contaminação pela utilização de materiais contaminados, como toalhas, roupas de cama e utensílios domésticos contaminados e/ou contato com animais infectados pelo vírus.

Os principais sintomas observados nos indivíduos infectados são febre, dor de cabeça, dores nas costas ou musculares, inflamações nos nódulos linfáticos, lesões na pele, que começam no rosto e se espalham pelo corpo, atingindo principalmente as mãos e os pés.

O vírus tem um período de incubação que pode variar de 5 a 13 dias. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os sintomas duram de 16 a 21 dias.

Ao apresentar os sintomas da doença, a orientação da SESAU é que o paciente busque uma unidade de saúde rapidamente.

Veja Também

spot_img

Mais Recentes